#Garimpo: Especial Dia dos Pais!

Vamos falar a verdade, o Dia dos Pais foi criado pelo comércio pra aquecer o mercado de vendas. Correto?! Corretíssimo. Mas é também verdade que as pessoas o transformaram em muito mais do que isso. Não, eu não sou ingênua. E não, não é contraditório falar sobre o outro lado desta data num post com dicas de presentes. Vamos chegar lá. Acredito mesmo (tá, talvez agora seja ingenuidade) que a maior parte das pessoas não tenta compensar com presentes (os materiais) a falta que fazem na vida das outras, assim como não acredito que seja uma tentativa de comprar o amor do outro. Gente, estamos em 2014, as relações de amor são outras, no século XXI o amor se tornou algo moderno, casamos por amor, temos filhos por amor, escolhemos profissões por amor… O amor é moderníssimo! Acredito, e essa é a parte triste da história, que as vezes, não temos recursos para demonstrar esse amor. Mas é difícil mesmo, há de se compreender. É tanta coisa envolvida… Nem todo mundo é criativo o suficiente, nem todo mundo tem facilidade pra falar o que sente e todo mundo é diferente. Vâmo respeitar! Os pais bacanas desse mundo (temos que tirar por eles, né?!) com toda certeza, não se sentem mais amados proporcionalmente ao preço dos presentes que recebem.

“Os nossos pais amam-nos porque somos seus filhos, é um fato inalterável.” BERTRAND RUSSELL

O legal do presente é escolher algo que tem a cara do seu pai, que vai fazer ele saber que você realmente pensou com carinho nele na hora de comprar. Ao escolher, é bom pensar no seguinte: Se você que dar algo que ele está precisando e ajudá-lo a dar aquela economizada – cuecas, meias, produtos de higiene pessoal, uma carteira nova – ou algo fútil (sem medo da palavra, ok?!) e que por isso mesmo ele provavelmente não comprará – roupas, sapatos, perfumes, objetos de decoração – Decidido isso, pense nas preferências pessoais dele, a cor preferida, o estilo, a personalidade… Pra te ajudar, fiz uma seleção de presentes bacanas que vão do útil ao fútil.

Lembra que falei lá no comecinho do post que as pessoas transformaram o Dia dos Pais em algo muito maior? Pois bem, todo segundo domingo de agosto é dia de reunir a família, que nem natal! E família, entenda, é muito mais do que pai, mãe e filhos. Família é quem fica do lado da gente, quem dá força, quem apóia, quem empresta o ombro pro choro, quem dá bronca, quem educa, quem leva no hospital de madrugada, quem vai buscar na escola. Família a gente constrói. Você com certeza sabe identificar quem faz parte da sua família. O Dia dos Pais virou o dia de dizer pra aquela pessoa que sempre se fez presente, o quanto ela é importante pra você, portanto, faça-se presente também!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s